Os figos…

29 Junho 2016

foto joao xavier - figos colhoes de burro

Tempo de verão é tempo de figos.
Saborosos e nutritivos, os figos fornecem-nos muitos antioxidantes, cálcio, cobre, manganês, ferro, fósforo, potássio, selénio, zinco e vitaminas A, E e K.
Estão longe de ser, portanto, apenas uma delícia para o paladar.
Comer figos é proteger a nossa saúde contra a diabetes, o cancro, as doenças degenerativas e as infeções.
Não é de admirar que os gregos tenham desde a antiguidade uma grande predileção pelos figos, considerando-os de origem divina (diziam que a deusa da agricultura criou as figueiras para agradecer a hospitalidade de Pítalo).
Também não é por acaso que a figueira foi uma das primeiras plantas a ser cultivada pelo Homem (pelo menos desde a Idade da Pedra…).
Os nossos antepassados não se limitavam a comer os figos frescos, pois cuidavam de os secar ao sol e manter cuidadosamente em caixas de madeira, para os comerem ao longo do inverno (os figos secos são muito calóricos).

O carvalho monumental de Monchique

9 Junho 2016

foto joao xavier - carvalho monumental de monchique

A propósito da Quinta do Carvalheiro, em Monchique, referi recentemente o carvalho centenário monumental daquela vila serrana algarvia.
Os carvalhos, outrora vulgares nos campos do sul de Portugal, já só prosam, no Algarve, apenas na Serra de Monchique, mas aquela variedade é mesmo considerada muito rara em Portugal.
Classificado como árvore de interesse público em 1993, este carvalho de Monchique é um quercus canariensis willdenow, com cerca de 160 anos de idade!
Mede na base mais de 9 metros de perímetro e a sua copa tem um diâmetro superior a 25 metros.
É fácil de observar e fotografar: está situado junto a uma berma da estrada entre Monchique e Alferce.

A Quinta do Carvalheiro

6 Junho 2016

foto joao xavier - quinta do carvalheiro

Em Monchique, à beirinha de um carvalho centenário monumental, a Quinta do Carvalheiro tem à entrada um belo painel de ajulezos com a representação de um velho carvalho.
Os carvalhos, outrora vulgares nos campos do sul de Portugal, já só prosam, no Algarve, apenas na Serra de Monchique.
O exemplar classificado como árvore de interesse público em 1993, é um quercus canariensis willdenow.

Que árvore quer ser depois de morrer?

4 Maio 2016

foto DN - urna bios para renascer numa árvore

Que árvore quer ser depois de morrer?
A ideia de colocar as cinzas humanas dentro de uma «urna» biodegradável com uma semente foi trazida para Portugal pela Sigma Pack.
Uma pessoa pode, portanto, dar origem a uma árvore!
Na prática, o que acontece é que as cinzas vão alimentar uma árvore desde a sua origem, juntamente com terra e turfa. Os familiares poderão plantá-la onde quiserem (não há legislação que se oponha) e terão na árvore um símbolo vivo do ente querido falecido.
Uma ideia criativa para dar vida aos nossos restos mortais…

A figueira na sabedoria milenar

21 Março 2016

Foto João Xavier - Figueira em Salir

«Fenícios, egípcios, gregos, romanos veneravam a figueira e o figo. No Império Romano, era sagrado: na mitologia, a loba que alimentou Rómulo e Remo, fundadores de Roma, descansou sob uma figueira. É fruto sagrado para os judeus, faz parte dos 7 alimentos que crescem na Terra Prometida.» – escreveu em junho de 2011 no Correio da Manhã João Palma, Presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público.
A viagem aos tempos da antiguidade deveu-se ao facto de o então Presidente da República ter oferecido figos na entrada de um almoço com as altas individualidades da Justiça.
A figueira é um símbolo que vai muito além da simplicidade de uma árvore de folha caduca que dá uns frutos/flores superdeliciosos.
As plantas são assim. Transcendem-nos.

Coma amêndoas todos os dias

13 Janeiro 2016

Anúncio das amêndoas da Califórnia

A associação de produtores de amêndoas da Califórnia fez publicar este belo anúncio na Grã-Bretanha.
A ideia de consumir amêndoas todos os dias é visualmente explicitada numa caixinha cheia de amêndoas na mala de uma senhora, para consumo diário.
O consumo de amêndoas fornece-nos proteínas vegetais, cálcio, riboflavina, fibras vegetais, óleos essenciais e vitamina E.
Pode dar uma olhadela ao site http://www.almondboard.co.uk .

Matar, enterrar e plantar uma árvore em cima…

26 Dezembro 2015

foto marion dowd

Uma árvore centenária enorme caiu recentemente na Irlanda.
Sob as suas mais grossas raízes, foi então descoberto um achado bizarro: um esqueleto humano.
Calcula-se que a árvore tenha mais de 800 anos, pelo que terá sido plantada antes do ano 800 d.C….
O que sucedeu, muito provavelmente, foi que alguém assassinou um indivíduo e como modo de esconder o cadáver enterrou-o e plantou sobre ele uma pequena árvore.
Passados 8 séculos, a vida da árvore chegou ao fim e o destino encarregou-se de revelar o crime.
Os peritos já revelaram que o homem teria de 17 a 25 anos de idade e apresenta nos ossos marcas de morte violenta.
Há árvores que escondem estórias inimagináveis…

(Atualização em 30dec2015): Nova peritagem aponta a idade da árvore para os 215 anos. Um pormenor de rigor que convém registar, mas não anula a criatividade do assassino…

 

O alho e a sabedoria popular

12 Dezembro 2015

Foto João Xavier - alho grelado

A segunda quinzena de dezembro é a mais indicada para semear alhos. Isso é bem sintetizado no provérbio português que aconselha: «No Natal semeia o teu alhal.»
A sabedoria popular serve de aviso umas vezes e mete medo noutras.
Eis 10 provérbios sobre alhos:
«Se não comeres alho não cheirarás a alho.»
«Pai alho e mãe cebola, como pode ele cheirar bem?»
«No Natal semeia o teu alhal.»
«Quem quer alho cabeçudo sache-o no Entrudo.»
«O alho e a cebola é que fazem o peixe.»
«Alho e pão fazem o almoço do camponês.»
«Alho cru com vinho puro são morte certa.»
«Alho à noite e cebola de manhã chamam o médico.»
«Nem o melhor alho tira o lugar à cebola.»
«Nem lavado com água das rosas o alho perde o cheiro.»

Folhas de árvores para a pele masculina

2 Dezembro 2015

Folhas de árvores num folheto da Nuxe

Os Laboratórios Nuxe assumem geralmente uma postura ecológica e primam por apresentar produtos industriais com origem vegetal.
A imagem que hoje aqui temos é de um folheto relativo a cuidados dermatológicos masculinos e tem a particularidade de lhes fazer coincidir uma característica comum: são feitos a partir de extratos de árvores!
Bálsamo, creme e gel servem para cuidar da pele ao barbear e em outras ocasiões, como por exemplo no duche, na hidratação em redor dos olhos e na desodorização.

Uma árvore nobre

3 Outubro 2015

Foto João Xavier - o eucalipto monumental de Cuba

«Não reparas como Deus exemplifica? Uma boa palavra é como uma árvore nobre, cuja raiz está profundamente firme, e cujos ramos se elevam até ao céu.» – Surata 14 . Ibrahim” Abraão 24
As plantas são muitas vezes referências para o pensamento humano. É fácil encontrar textos sagrados com comparações, seja com as mais imponentes árvores, seja com as mais humildes ervas.
Temos muito a aprender, se refletirmos enquanto observamos as plantas…


Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.