Tenho que ir plantar alfarrobeiras

foto joao xavier - alfarrobeira nova

Em janeiro deste ano, Francisco Amaral fez publicar no Jornal do Algarve um esclarecimento sobre o adiamento da conclusão de uma sessão da Assembleia Municipal de Castro Marim.

Segundo aquele autarca, o líder socialista da assembleia negou-lhe a hipótese de a sessão decorrer no dia seguinte, afirmando-lhe: «Não, porque tenho que ir plantar alfarrobeiras (…)»

Queixando-se ainda de outros problemas, acabou por escrever que as referidas situações «terão de ser dirimidas nos tribunais».

Passados 9 meses, houve eleições e a coligação liderada por Fr. Amaral venceu, mas sem maioria absoluta.

Para garantir uma estabilidade mínima para o novo mandato, o velho autarca quer agora fazer uma aliança com o «inimigo de estimação» (se não houver mais alfarrobeiras para plantar…)…

Interessante o modo como a simples plantação de alfarrobeiras pode interferir com as políticas (ou as politiquices) locais!

A alfarrobeira, note-se, é uma das grandes riquezas do Algarve: com as alfarrobas, as indústrias alimentares e farmacêuticas fabricam milhentos produtos que fazem parte do nosso quotidiano…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: