O pepino, rei da água

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Diurético e de baixo valor calórico, o pepino é presença frequente nos nossos mercados. Encontrei um pepino travestido de «pipino» no mercado de Loulé (na foto anexa), mas há também quem lhe chame «popino», que é mais francófono (~«popin», em francês arcaico). A origem da palavra portuguesa é «pepone» (em latim).
O pepino é muito usado em saladas e bate a concorrência na percentagem de peso em água: 96,4% do peso de um pepino é água!!! É essa particularidade que está retratada em provérbios de países diversos…
Um provérbio tunisino diz: «A única diferença entre o pepino e a água é o movimento dos dentes!»…
Não é, contudo, só na tabela dos líquidos que o pepino está no top: consta que também na lista dos alimentos indigestos o pepino é tramado. Essa característica levada ao cúmulo deu origem a um provérbio inglês que diz: «Pepinos crus fazem os cemitérios crescer.»…
Primo das abóboras, das «courgettes», dos melões e das melancias, o pepino foi um dos primeiros alimentos com que o homem sedentário engraçou para cultivar.
Para os portugueses, a particularidade mais interessante do pepino é a sua falta de maleabilidade: «De pequenino é que se torce o pepino.»…
Há ainda um provérbio indiano que relativiza o valor de um pepino dizendo: «Um ladrão é um ladrão, roube ele um diamante ou um pepino.» Algo parecido com uma expressão que menospreza o valor deste legume: «conversa de pepineira» é uma conversa banal sem temas importantes.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: