Uma praga para as palmeiras

Pragas sempre houve, mas a desregulação que o homem introduz no controle das plantas pode agravar a predisposição para os flagelos animais.

O Rhyncophorus Ferrugineus é já, declaradamente, um invasor do Algarve.

Por conta destes insetos cor de ferrugem, a palmeirite que era também ela invasora das paisagens algarvias está a desaparecer a uma velocidade nunca antes imaginada!

Um pouco por todo o lado, nas cidades e nos campos, as nossas palmeiras das Canárias vão amarelecendo, secando e tombando à conta do bicho. E as nossas paisagens vão ficando diferentes.

Nos aglomerados urbanos, as autarquias vão agora tendo um trabalho acrescido: recortar e remover o espólio das nossas palmeiras. Muitas. Centenas e centenas delas.

Vão sendo tempo de se repensar a escolha de plantas genuinamente algarvias para os espaços públicos. Os zambujeiros, as azinheiras, as amendoeiras, as laranjeiras e as alfarrobeiras devem caracterizar o Algarve também em espaços urbanos. Porque não?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: