A crise dos pepinos espanhóis

Depois das vacas loucas e dos frangos com nitrofuranos, eis que surge o caso dos pepinos espanhóis…

Ao que consta, já morreram nos últimos dias 15 pessoas na Alemanha, com uma bactéria multirresistente criada em pepinos espanhóis.

A bactéria detetada é a Escherichia coli, numa variante que resiste aos antibióticos e já levou à hospitalização de mais de mil pessoas, na Alemanha, na Suíça, na Dinamarca, na Grã Bretanha, na França, na Áustria, na Finlândia, na Holanda e em Espanha.

Os sintomas iniciais da infeção provocada pela ingestão daqueles pepinos são distúrbios gastrointestinais com cólicas e vómitos, febre alta e hemorragias.

As autoridades sanitárias recomendam reforço dos cuidados higiénicos e a não ingestão de saladas cruas…

Uma resposta to “A crise dos pepinos espanhóis”

  1. Luisa Says:

    E afinal parece que a culpa não é dos pepinos espanhóis…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: