A árvore do ioga

No http://tubaltrentino.blogspot.com , JA Teixeira conta esta estória bonita:

“Uma vez um Mestre Samurai ,mesmo idoso, se dedicava a ensinar a arte zen aos jovens. E apesar de sua idade, dizia-se que ele ainda hábil o bastante e capaz de derrotar qualquer oponente.

Certo dia, um guerreiro inescrupuloso, tomando conhecimento de sua fama ,veio até ali propor-lhe um desafio.Queria derrotar o velho e imbatível Mestre e assim aumentar sua fama.

Ele começou a insultá-lo e ofendê-lo tentando desestabilizá-lo e iniciar uma luta .Durante muito tempo ele fez tudo para provocá-lo, mas o velho Mestre permaneceu impassível,diante daquela provocação e escárnio.

Sentindo-se cansado e humilhado por não ter tido seu objetivo concretizado,no final do dia, ele abandonou seu intento e retirou-se.

Então os alunos, surpresos, perguntaram ao velho Mestre como ele pudera suportar tantas ofensas.

Então disse-lhes o Mestre: «Se alguém lhes traz algum presente e este não é aceite, a quem pertence o presente?»

– Ora! A quem tentou entregá-lo! – respondem.

– Pois é, esse conceito também se aplica à inveja, à raiva e aos insultos.

Quando não são aceites, eles continuam pertencendo a quem os trazia.
A Paz e harmonia da alma não podem ser quebrados ou aviltados por ingerência externa sem que permitamos. Esse estado de espiritualidade e harmonia dependem exclusivamente de nós mesmos.
Ninguém pode nos desestabilizar ou tirar-nos a nossa calma ou dizer como devemos nos comportar; só se nós o permitirmos”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: