Figueirais com limões…

O figo era no Algarve um produto de exportação.

O primeiro Presidente da República algarvio (Manuel Teixeira Gomes) começou por orientar a sua vida profissional exatamente nesse comércio que tantas famílias algarvias enriqueceu.

Com o advento do turismo na década 60 do séc. XX, o interior foi-se desertificando e o litoral atirou-se suicidariamente às ocupações da hotelaria, da restauração e do comércio ativado pelas avalanches de turistas.

Os figueirais foram abandonados. E a produção de figo desceu a pique no Algarve.

Uma povoação cresceu no Algarve entre figueirais e ganhou o seu nome, pertinho da ribeira do Beliche, a sul do Azinhal.

Hoje em dia, paradoxalmente, nos Figueirais os pomares que encontramos são de citrinos. E a própria  Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve fez recentemente, nos Figueirais, uma pesquisa em… limoeiros.

A vida mudou mas o nome ficou.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: