A fábula dos feijões cinzentos

«Em tempos que já lá vão, existiu um reino chamado “Jardim-à-Beira-Mar-Plantado.”» – assim começa a fábula que, segundo José Vaz (seu autor) é sobre o 25 de abril…

Os feijões, que sempre tinham vivido em paz e sossego, viram-se perante uma desgraça.

Na guerra acabaram por morrer muitos feijões brancos, rajados e pretos, mas a desgraça acabou e passou a haver sol, ar e água para todos.

Uma fábula muito bem composta, com ilustrações de Elsa Navarro, para ensinarmos aos nossos putos coisas fantasiadas da nossa história…

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: