A República e a oliveira

Agora que se comemora o centenário da República implantada em 5 de outubro de 1910, é interessante descobrirmos a relação da República com as plantas.

Num cartaz em que o novo regime era representado por uma adolescente, não falta … um ramo de oliveira.

A força tradicional da oliveira como símbolo da paz e da vida.

As imprescindíveis azeitonas que davam o azeite que alumiava os percursos.

Mas, ao mesmo tempo, uma presença discreta, numa mão descaída.

E o pormenor do toque leve e cuidadoso, com o ramo a ser seguro apenas por 2 dedos.

Curiosas simbologias que passam despercebidas a um olhar menos atento.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: