A oliveira dos namorados

Perto de Alvito, no Alentejo, havia uma oliveira enorme, velha e carcomida, onde os pares de namorados gostavam de se ir esconder para fornicarem um bocado, dentro do tronco oco.

Classificada como Árvore de Interesse Público, foi transplantada para junto do castelo de Alvito, onde resiste atualmente, com a copa reduzida.

A Oliveira dos Namorados, provavelmente milenária, é uma das poucas árvores alentejanas reconhecidas pela Autoridade Florestal Nacional como árvore monumental.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: