Como não fazer – II

palmeiraentalada

Há quem goste muito de ver plantas… mas não saiba minimamente quais os seus direitos e quais as suas características.

Quem planta deve saber acautelar o futuro das plantas em que está a mexer, porque as plantas não são seres descartáveis.

O exemplo da palmeira que fotografei em Albufeira é sintomático da leviandade com que muitas vezes algumas pessoas desatam a esverdear os espaços.

A pobre da palmeira, coitada, faz pela vida. O muro também irá à vida (já começou a abrir…). Mas a sacrificada vai ser a palmeira que um dia vai ser considerada ali a mais…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: